Medo de dirigir:
Como enfrentar e superar.

Não é raro encontrar um motorista habilitado que usa a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) apenas como documento de identidade ou CPF.
O medo, a fobia, o pânico da direção leva o condutor a fugir de qualquer situação que possa provocar sintomas tão indesejáveis. Mãos frias, úmidas, coração acelerado, respiração curta, angústia, músculos tensos...
Quando a pessoa tenta ou pensa em sair com o carro normalmente dorme mal à noite, sente tremedeira nas pernas, transpiração excessiva, taquicardia.
Dar conta de um sistema complexo, articular o interno do veículo (ato de guiar) com o externo (o trânsito, propriamente dito,) evitar acidentes, como saber se há espaço suficiente entre um carro e outro, como fazer parte de trânsito sem “atrapalhar”, como estacionar o carro, o quê os outros vão pensar de seu desempenho, atropelar alguém, estacionar, subir ladeiras, bater o carro, são preocupações que terminam por prejudicar significativamente a vida do condutor podendo até mesmo impedir a realização, tanto pessoal quanto no trabalho.
Podemos dividir esses condutores em basicamente dois grupos: um constituído por pessoas que já passaram por uma experiência traumática, como um acidente, seja em relação a si mesmo, a um familiar ou a um amigo; o outro grupo é constituído por pessoas que simplesmente sentem um grau de ansiedade só de pensar em sair com o carro. As possíveis causas para tal medo interagem na construção dessa ansiedade dirigida ao carro e mascaram uma auto-exigência exagerada e uma elevada preocupação com o outro.
Uma delas é a insegurança causada diante da sensação de independência ao conduzir um automóvel. A outra é a conseqüência de um trauma, especialmente decorrente de algum acidente de trânsito gravado na memória.

Tratamento:
Sou psicóloga clinica e tenho como abordagem a Psicologia Comportamental, no caso, focada em queixas específicas para a superação do medo irracional, ansiedade, fobia e insegurança no trânsito. Não há como superar o medo apenas racionalmente, somente com teoria ou tratamentos de consultório. Deve-se praticar, dirigir automóveis - até conseguir fazê-lo de maneira segura, tranqüila e competente.
Treinamentos cognitivo-comportamentais associados a técnicas Relaxamento e outras, além de aulas de direção programadas po psicóloga/instrutora especializada são essenciais para a superação do medo.

Rodape